Classificações Senseboard

Publicado em 19 de novembro de 2021
Categoria: Controladoria

Uma das partes mais difíceis de realizar um lançamento dentro da plataforma é classificá-lo corretamente e para isso nós do time SENSEboard trouxemos esse glossário para facilitar a sua vida e ser assertivo em suas classificações.

 

Classificações SENSEboard:

Ativo Intangível – Ativo Intangível – Desvalorização

Ativo Intangível – Desvalorização, um ativo intangível é o tipo de ativo que não se vê, mas se percebe como um exemplo claro disso é o valor que a marca Apple passa aos seus clientes e ao mercado. Neste caso essa classificação é usada para mostrar o quanto sua marca ou seu ativo intangível desvalorizou.

Ativo Intangível – Ativo Intangível – Valorização

Ativo Intangível – Valorização, um ativo intangível é o tipo de ativo que não se vê, mas se percebe como um exemplo claro disso é o valor que a marca Apple passa aos seus clientes e ao mercado. Neste caso essa classificação é usada para mostrar o quanto sua marca ou seu ativo intangível valorizou.

 Custo dos Produtos Vendidos – CMV/CPV – Custo Mercadoria Vendida

Custo de Mercadoria Vendido, ou Custo de Serviço Vendido, Custo de Fabricação, entre outros milhares de outros custos que existem nos vastos setores de mercado. É aqui onde você classifica o quanto de matéria-prima, insumo e mão de obra terceirizada sua empresa utilizou para alcançar o faturamento mensal.

Custo dos Produtos Vendidos – Insumos

Insumos, são materiais de alto consumo na produção, industrialização, venda ou prestação de um determinado serviço. Como por exemplo o carvão que a pizzaria utiliza para assar suas pizzas.

Custo dos Produtos Vendidos – Mão de obra terceirizada

Mão de obra terceirizada, todo serviço contratado para suprir a demanda de vendas, como por exemplo no fim do ano as lojas dos shoppings de todo país contratam por um período para aumentar seu pessoal e conseguir atender a todos os clientes e em todos os horários.

Custo dos Produtos Vendidos – Matéria prima / item revenda

Matéria Prima/Item Revenda, todo lançamento que for relacionado como o principal material para se produzir ou prestar determinado serviço ou o produto que você vende em sua loja um exemplo claro disso são o couro de um bom sapato ou o próprio sapato depende muito do seu segmento, mas sempre será um ou outro ou até mesmo os dois.

Deduções de Vendas – Comissões de vendas

Comissões de vendas, valor pago para empresa ou pessoa que auxiliou na venda de um produto ou serviço. Todo comissionamento de venda deve ser alocado nesta classificação. Exemplo Maria trabalha como corretora de imóveis e recebe 5% sobre a venda de cada imóvel que ela vender, ou seja, esses 5% vão aparecer nesta classificação.

Deduções de Vendas – Devolução ou Cancelamento NF

Devolução ou Cancelamento de NF, valor de devolução de receita ou até mesmo o cancelamento. Exemplo: Seu cliente comprou 10 caixas de carne e acabou cancelando o pedido portanto você faturou uma receita e depois vai faturar o cancelamento dela, ele se aplica para quando um lote que o cliente pediu vem com defeito e ele pede para devolver o lote.

Deduções de Vendas – Impostos (Federais, Estaduais, Municipais)

Impostos (Federais, Estaduais, Municipais), todo imposto pago devido a venda ou prestação de serviço é alocado aqui, com exceção apenas de IRPJ e CSLL que vão ser explicados mais a abaixo.

Despesas Financeiras – Capital Social – Saída

Capital Social – Saída, esta classificação em especial é para que você informe o valor que foi injetado para começar a empresa. Geralmente este valor consta cartão CNPJ.

Despesas Financeiras – Depreciação

Depreciação, desvalorização dos ativos da empresa, um exemplo são os carros quando você compra um carro 0km por R$ 100.000,00 ao sair da concessionária ele já passa a valer R$ 90.000,00 e a cada ano que passa ele perde 10% do valor assim sucessivamente. Caso você não acompanhe a depreciação de seus ativos peça ajuda de seu contador.

Despesas Financeiras – Despesas bancárias

Despesas Bancárias, valores de tarifas de conta, cartão e transações de contas bancárias que a empresa possui.

Despesas Financeiras – Financiamentos

Financiamentos, valor pago de parcelas de financiamentos, parcelamentos, acordos, dívidas e investimentos.

Despesas Financeiras – Fundos e Debentures – Saída

Fundos e Debentures – Saída, valor pago ao cotista que havia realizado a compra da debenture em um determinado período e agora realizou a venda dela. Debenture é basicamente investimento que o cotista fez na empresa e após solicitar a venda ele recebe o que investiu mais a rentabilização.

Despesas Financeiras – IR sob aplicações

IR sob aplicação, valor do imposto de renda pago sob aplicação da empresa.

Despesas Financeiras – Juros e multas

Juros e Multas, valor de juros e multas pagos em atrasos de duplicatas, boletos, LIS ou multas por atraso.

Despesas Financeiras – Outras despesas financeiras

Outras despesas financeiras, valores que não tem classificações especificas e são considerados como despesa financeira. Exemplo, despesas com cartório que é demandada por algum processo interno da empresa.

Despesas Financeiras – Partes Relacionadas – Entrada

Partes Relacionadas – Entrada, valor de pagamento de empréstimo feito pelo sócio. Exemplo você pega R$ 10.000,00 de sua empresa e depois de um tempo paga a empresa esses R$10.000,00 neste momento esse lançamento tem essa classificação.

Despesas Financeiras – Partes Relacionadas – Saída

Partes Relacionadas – Saída, valor de saída de empréstimo feito pelo sócio. Exemplo você pega R$ 10.000,00 de sua empresa neste momento este lançamento possui essa classificação.

Despesas Financeiras – Provisões para contingências – Saída

Provisões para contingências – Saída, valor de saída designada para reserva de emergência. Exemplo todo o mês a empresa retira R$10.000,00 do caixa e coloca em uma aplicação de alta liquidez para alguma emergência.

Despesas Operacionais – Consertos e reparos – Adm

São despesas relacionadas a consertos e manutenção de máquinas, veículos administrativos, consertos prediais simples e derivados.

Despesas Operacionais – Contabilidade, Jurídico, Consultoria

São despesas atreladas a escritórios contábeis, assessoria jurídica, consultorias, controladorias e derivados.

Despesas Operacionais – Estrutural (energia, água, seguro)

São despesas relacionadas a estrutura da empresa, tal como, IPTU, aluguel, energia, água, seguros, alarmes, Sindicatos entre outros conselhos regulamentadores para exercer determinado serviço.

Despesas Operacionais – Material de escritório

São despesas relacionadas a itens de consumo administrativos como lápis, sulfites, produtos de limpeza, café e derivados.

Despesas Operacionais – Pró-labore

É a despesa que indica do salário mensal do sócio ou dos sócios.

Despesas Operacionais – Propaganda e publicidade

Despesas relacionadas a marketing em geral, tráfego, mídias etc.

Despesas Operacionais – Serviços gráficos

Despesas relacionadas a impressão de materiais de apoio ou marketing.

Despesas Operacionais – Serviços Prestados (PJ)

São despesas de colaboradores PJ ou parceiros de negócios que não crescem conforme a demanda de faturamento. Caso isso ocorra alocar em Mão de Obra Terceirizada.

Despesas Operacionais – TI (software, internet, telefone)

São despesas relacionadas a tecnologia, internets, telefones, mensalidades de softwares, pequenas compras de teclados e mouses e derivados.

Despesas Operacionais – Viagens e Hospedagens

São despesas com viagens e hospedagens que não são atrelados a venda ou produção, ou seja, que não impacte diretamente no faturamento do mês. Exemplo uma viagem para o Ceara para um curso da empresa não fez sua empresa faturar mais portanto esse lançamento cabe nessa classificação, mas uma viagem de visita a um possível cliente afeta diretamente em seu faturamento e não deve ser a locada aqui.

Despesas Variáveis – Fretes e Combustíveis (venda)

Custos com fretes e combustíveis que são diretamente ligados a venda, ou seja, todos os fretes de logísticas, frotas de visita a cliente etc.

Despesas Variáveis – Gastos com Veículos

São lançamentos referentes a todo tipo de veículo, como empilhadeiras, carros, e veículos em geral aqui podem ser alocados manutenções corretivas, IPVA, pedágios e até mesmos os gastos com combustíveis.

Despesas Variáveis – Outros

Apesar de ser genérica aqui é possível alocar outras despesas variáveis da operação. Lembre-se despesas variáveis são aquelas que estão diretamente ligas a vendas, caso tenha dúvidas confira o nosso post falando sobre elas.

Distribuição de Lucro – Distribuição de lucro

Distribuição de lucro é uma retirada normalmente feita trimestral, semestral ou anual pelos sócios do negócio baseada no lucro do período.

Gasto com Pessoal – Adm – 13° Salário – Adm

Gasto feito com 13º dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Alimentação – Adm

Gasto feito com Benefícios dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Convênio Médico – Adm

Gasto feito com Convênios de Saúde dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Férias – Adm

Gasto feito com Férias dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – FGTS – Adm

Gasto feito com FGTS dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – INSS – Adm

Gasto feito com INSS dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – IRRF – Adm

Gasto feito com IRRF dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Multa Rescisória – Adm

Gasto feito com Multa Rescisória dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Outros Folha – Adm

Gasto feito com Outros Folha nesta área pode ser alocado lançamentos como exames periódicos, compras de EPIs, uniformes, entre outros gastos dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com Pessoal – Adm – Salário (s/ encargos) – Adm

Gasto feito com Salários sem os encargos citados a cima é muito importante separa por que o SENSEboard faz um cálculo mensal de 13º, Férias e Multa rescisória dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas que não estão efetivamente na produção/operação são elas financeiro, marketing, RH, TI, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – 13° Salário – Prod/Oper

Gasto feito com 13º dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Benefícios –  Prod/Oper

Gasto feito com Benefícios dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Convênio Médico –  Prod/Oper

Gasto feito com Convênios de Saúde dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Férias –  Prod/Oper

Gasto feito com Férias dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – FGTS –  Prod/Oper

Gasto feito com FGTS dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – INSS –  Prod/Oper

Gasto feito com INSS dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – IRRF – Prod./Oper

Gasto feito com IRRF dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Multa Rescisória – Prod./Oper

Gasto feito com Multa Rescisória dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Outros Folha Prod./Oper

Gasto feito com Outros Folha nesta área pode ser alocado lançamentos como exames periódicos, compras de EPIs, uniformes, entre outros gastos dos funcionários de áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Gasto com pessoal – Prod/Oper – Salário (s/ encargos) – Prod./Oper

Gasto feito com Salários sem os encargos citados acima é muito importante separa por que o SENSEboard faz um cálculo mensal de 13º, Férias e Multa rescisória dos funcionários de áreas administrativa, ou seja, áreas produtiva/operacional, ou seja, áreas que estão efetivamente na produção/operação são elas colaboradores de chão de fábrica, logística, comercial, entre outras.

Imobilizado – Imobilizado

Lançamento do valor de compra de um imobilizado, imobilizados são bens que a empresa acaba adquirindo ao longo de sua existência são eles carros, mesas, cadeiras, eletrônicos. Segundo a teoria tudo que tem depreciação maior que 12 meses ou ultrapasse o valor de R$ 1.200,00 deve ser considerado como imobilizado.

Impostos Sob Lucro – CSLL (lucro real)

Lançamentos dos impostos trimestrais de CSLL para empresas do lucro e real e presumido. Recomendamos que este valor seja rateado durante os meses que foram de competência para não impactar apenas um único mês.

Impostos Sob Lucro – IRPJ (lucro real)

Lançamentos dos impostos trimestrais de IRPJ para empresas do lucro e real e presumido. Recomendamos que este valor seja rateado durante os meses que foram de competência para não impactar apenas um único mês.

Receita Bruta – Receita Industrialização

Receitas que venham de industrialização, aqui devem ser alocados os lançamentos do principal canal de receitas da empresa.

Receita Bruta – Receita Outros

Receitas que venham de outros serviços ligados a prática principal da empresa, aqui devem ser alocados os lançamentos do principal canal de receitas da empresa.

Receita Bruta – Receita Serviço

Receitas que venham de Serviços, aqui devem ser alocados os lançamentos do principal canal de receitas da empresa.

Receita Bruta – Receita Venda/Revenda

Receitas que venham de venda e revenda, aqui devem ser alocados os lançamentos do principal canal de receitas da empresa.

Receitas Financeiras – Capital Social – Entrada

Capital que foi utilizado para iniciar empresa geralmente consta em seu balanço patrimonial feito pela contabilidade.

Receitas Financeiras – Depósitos Judiciais

Receitas vindas de causas judiciais ganhas esse tipo de lançamento não deve aparecer dentro do Demonstrativo de Resultado da empresa.

Receitas Financeiras – Fundos e Debentures – Entrada

Receita vinda da venda de debentures, debentures são basicamente títulos capitalizados que você vende para uma determinada pessoa, ou seja, a pessoa empresta determinada quantia para empresa por um ganho pré-determinado.

Receitas Financeiras – Impostos a Recuperar

São valores de recuperação de impostos geralmente pagos indevidamente ou por bitributações.

Receitas Financeiras – Outras receitas financeiras

Pode ser alocado aqui receitas que não são classificadas como a principal atividade da empresa.

Receitas Financeiras – Provisões para contingências – Entrada

É a entrada no caixa da empresa de uma quantia que antes foi destinada a uma reserva de emergência.

Receitas Financeiras – Receita sob aplicações

Aqui deve ser alocados os ganhos que a empresa teve em aplicações ou investimentos diversos.

Receitas Financeiras – Receita sob mudança cambio

Aqui deve ser alocados os ganhos que a empresa teve com a variação cambial.

Receitas Financeiras – Valorização ativo

Aqui são alocados os ganhos sob a valorização dos ativos da empresa.

 

Assim encerramos todas as Classificações SENSEboard.

Caso tenha algum tipo de dúvida deixe um comentário abaixo que logo responderemos!!

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

Sucesso!

OBRIGADO

Nossos analistas entrarão em contato com você para tirar todas as dúvidas e dar os próximos passos.

Get Discount up to 70%

Pleshost

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Quer saber mais sobre o Senseboard

Preencha o formulário abaixo que um dos nossos consultores entrará em contato.